Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2018

Banco ou Bitcoin - FILME LEGENDADO

Imagem

Empresa de capital de risco Sequoia processou o fundador da Binance Founder sobre um acordo de financiamento

Imagem
A empresa de capital de risco Sequoia está processando Zhao Changpeng, CEO e fundador da Binance , atualmente a maior bolsa de criptomoedas do mundo, por supostamente violar um acordo de exclusividade durante as negociações para um acordo de investimento que quebrou no ano passado, informou a Bloomberg em 25 de abril. A Sequoia apelou agora para o Supremo Tribunal de Hong Kong para obter uma liminar temporária e proibir Zhao de negociar com outros investidores, abrindo a disputa para o público e revelando os detalhes das avaliações da casa de câmbio pela empresa de capital de risco. Citando os documentos do Supremo Tribunal, a Bloomberg informa que Zhao e a Sequoia começaram a negociar os termos em agosto de 2017 para um investimento de 11% na Binance, com uma suposta avaliação de US $ 80 milhões. As negociações continuaram, enquanto o que o preço do Bitcoin aumentou até US $ 20 mil em meados de dezembro. Nesse ponto os negociadores de Zhao interromperam as nego

Auditor oficial da China considera o Blockchain para agilizar a infraestrutura de dados

Imagem
O Escritório Nacional de Auditoria da República Popular da China está considerando uma solução Blockchain para resolver o problema descrita como o "ciclo interminável de armazenamento e gerenciamento de dados" para sua infraestrutura atual, de acordo com um anúncio  publicado em seu site em 24 de abril. O Escritório Nacional de Auditoria é encarregado de auditar todas as transações financeiras relacionadas ao governo e gerencia um centro de dados centralizado que armazena os dados relevantes para cada agência subordinada de auditoria no país, nos níveis provincial e municipal. O problema que está enfrentando é, portanto, uma “expansão infinita dos requisitos de equipamentos de hardware e software do centro de dados” para administrar uma quantidade enorme de dados centralizados, bem como um sistema complexo e ávido por funcionários. O artigo propõe que uma solução Blockchain, que usa “algoritmos de consenso de nós distribuídos para gerar e atualizar

Cripto híbrida e fundo imobiliário ganham permissão do governamental na Alemanha

Imagem
A BITREAL Capital GmbH, com sede em Munique, recebeu autorização de comercialização e registro da Autoridade Federal de Supervisão Financeira da Alemanha (BaFin) para um fundo híbrido de criptomoedas e imóveis, informou a Finance Magnates em 24 de abril. De acordo com o perfil da empresa no LinkedIn, a BITREAL Capital GmbH foi fundada em 2017 e é um “fundador e inovador de fundos” na área de fundos de investimento alternativos especiais (AIFs). O fundo BITREAL Real Estate Blockchain Opportunities 1 (BREBCO 1) será supostamente o primeiro fundo desse tipo na Alemanha a combinar criptomoedas e imóveis. A estratégia do BREBCO 1 é investir na tecnologia Blockchain através de tokens e moedas estabelecidas, bem como de imóveis comerciais básicos, parcialmente financiados por empréstimos bancários, nas 10 principais regiões econômicas da Alemanha. O fundo diz que espera gerar um retorno anual de 15% ao longo de um período de sete anos, e tem como meta um volume de 40 mil

MIT aparece com três maneiras de derrubar o Bitcoin

Imagem
A MIT Technology Review publicou um artigo hoje, 24 de abril, chamado "Vamos destruir o Bitcoin", detalhando três maneiras pelas quais a criptomoeda poderia ser "derrubada". A primeira opção, de acordo com o artigo, é um solapamento do Bitcoin pelo governo com a criação de uma moeda lastreada pelo Federal Reserve (Fedcoin): “O ano é dois-mil-e-tantos, e é o dia do pagamento dos impostos. Mas você não envia. Em vez disso, um algoritmo faz automaticamente uma retirada de sua carteira eletrônica, em uma moeda chamada Fedcoin”. Este novo blockchain já teria verificado instituições financeiras como os nós autorizados em vez de redes peer-to-peer, "basicamente, instituições confiáveis", disse Sahil Gupta, da Yale, ao MIT Technology Review. O artigo observa que o Banco do Canadá construiu uma simulação desse sistema no Ethereum (ETH) em 2016. A segunda opção é uma furtiva aquisição do Bitcoin pelo Facebook, que envolve a criação de uma c

Pesquisador afirma que Ethereum é mais descentralizado que o Bitcoin

Imagem
O Ethereum é mais descentralizado que o Bitcoin, esta é a afirmação do professor Emin Gün Sirer, especialista em criptomoedas e cientista da computação, de acordo com um estudo conduzido por ele na prestigiada universidade Cornell e que revelou que há mais nós da rede Ethereum sendo operados por indivíduos e não por empresas, do que no caso do Bitcoin e, segundo ele, isto é um aspecto essencial para demonstrar a descentralização do Ethereum. No entanto, apesar dos dados, existem muitas vozes na comunidade cripto que argumentam que devido ao papel de Vitalik Buterin como criador e principal desenvolvedor do Ethereum, o Bitcoin seria a única blockchain realmente descentralizada e sem um “dono”, embora os participantes do Bitcoin Core representem os “herdeiros” de Satoshi Nakamoto. Na conferência em que apresentou os dados, Sirer também observou que as tecnologias baseadas em hardware, como a Intel SGX, podem ajudar blockchains públicas como Bitcoin e Ethereum a liquidar milhares de t

Fernando Pavani presidente da Beetech fala ao Cenário Econômico sobre a moeda virtual Bitcoin

Imagem

Segurança das moedas virtuais é tema do programa Diálogo Brasil

Imagem
As moedas virtuais ou criptomoedas surgiram há uma década e, assim como os cartões de débito ou crédito, contribuiem para reduzir o uso do dinheiro em papel. O programa Diálogo Brasil de hoje (23)* debate a segurança das transações feitas com as criptomoedas e outras questões sobre o tema. Autor do livro A Finança Digitalizada: Capitalismo Financeiro e Revolução Informacional, o sociólogo e especialista em finanças e tecnologia Edemilson Paraná é um dos entrevistados do programa que vai ao ar às 22h15, na TV Brasil. Ele explica que as criptomoedas são mais um meio de pagamento do que dinheiro propriamente, com grande atrativo especulativo. “É um ambiente de faroeste financeiro, onde as regras não estão claras, não estão definidas e muita coisa pode acontecer”, alerta o especialista. O autor recomenda ainda “muita cautela”, pela alta volatilidade da moeda virtual. O analista e gerente do projeto estratégico de Blockchain do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Marco Tú

Publicidade