Últimas Notícias

Interpol procura responsáveis por fraude com Bitcoins

A Interpol está buscando suspeitos em nome das autoridades austríacas que investigam uma suposta fraude com a moeda digital Bitcoin que afetou cerca de 10.000 investidores no país e no exterior, resultando em um prejuízo estimado em dezenas de milhões de dólares. De acordo com a agência Bloomberg, a investigação está focada em uma empresa chamada Optioment que se identificava como um fundo privado com sede na Costa Rica, teria prometido retornos de até 4% por semana em aplicações em Bitcoin por meio de arbitragens. A empresa organizava eventos e estimulava os investidores a procurarem outras pessoas para investir, reforçando o forma de pirâmide financeira.

De acordo com o jornal austríaco Die Presse, o fundo deixou de funcionar no final do ano passado e foi denunciado aos promotores pela Autoridade Austríaca de Mercado Financeiro (FMA) no final de janeiro devido a suspeitas de que era um esquema de pirâmide.

As vítimas, que podem incluir investidores da Polônia, Alemanha e vários outros países da Europa Oriental, além da Áustria, sofreram perdas de até 12.000 bitcoins, ou aproximadamente US $ 115 milhões.

A polícia identificou dois suspeitos austríacos e está em busca de outros na Dinamarca, na Letônia e na Alemanha, disse um funcionário à Bloomberg. Ainda não foram realizadas prisões durante a investigação.

Fraudes e roubos envolvendo cryptomoedas e blockchain tornaram-se mais comuns nos últimos meses, em meio à forte procura pelo Bitcoin depois que a moeda acumulou ganho de mais de 1.400% no ano passado. Em dezembro, segundo o site CoinDesk, investidores perderam quase US $ 490 milhões em 2017, devido a hackers de carteiras, fraudes e diferentes tipos de ataques.

Hoje, a moeda digital voltou a subir e superou os US$ 10 mil, a US$ 10.120, alta de 9,18%. No Brasil, o Bitcoin está em alta de 9%, aos R$ 34.190.

Nenhum comentário